FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Domingo, 19.11.17 | 14h06
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Lusitano 2017 - DVDay
Lusitano 2017 - DVDay
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


CONCURSOS HFAR HFAR - Informação aos Utentes

FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS TERMINAM A SUA ATIVIDADE OPERACIONAL NO KOSOVO


28-04-2017

28 . Abril . 2017

 

Termina hoje a actividade operacional dos militares Portugueses que se encontram no Teatro de Operações do Kosovo. A partir de amanhã, 29 de abril, a Força irá iniciar o seu processo de retracção.

A "Kosovo Force" (KFOR) resultou do mandato da Resolução 1244, de 10 de junho de 1999, do Conselho de Segurança das Nações Unidas e do Acordo Técnico-Militar entre a NATO e a República Federal da Jugoslávia e da Sérvia. Ao longo do tempo, e em função das melhorias verificadas ao nível da segurança, a NATO foi vindo a adaptar gradualmente a força da KFOR na região, diminuído a sua presença.

Portugal juntou-se à operação terrestre da NATO em julho de 1999, integrando a KFOR numa Brigada de comando italiano., com uma unidade de escalão Batalhão/Agrupamento. Em janeiro de 2005, Portugal assume a Reserva Tática do Comando da KFOR com um efetivo na ordem dos 300 militares, configuração essa que se manteve até ao início de 2011.

Atualmente a Força Nacional Destacada (FND) é constituída por 181 militares do 1.º Batalhão de Infantaria Mecanizado de Rodas (1BIMec(R)) do Exército.  A sua principal missão era de conduzir operações em todo o território do Kosovo, tendo por objetivo estabelecer e manter um ambiente seguro e estável e assegurar a liberdade de movimentos de todos os cidadãos, independentemente da sua origem étnica.

O 1BIMec(R)/FND/KFOR tinha uma constituição multinacional, com um efectivo total de 315 militares, na medida em que foi reforçado por militares húngaros e encontra-se localizado no Campo Slim Lines em Pristina.

 

O porta-voz das Forças Armadas

 

Helder António da Silva Perdigão

Tenente-Coronel

Top