FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Segunda-feira, 20.11.17 | 09h45
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Lusitano 2017 - DVDay
Lusitano 2017 - DVDay
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


CONCURSOS HFAR HFAR - Informação aos Utentes

DIA DE PORTUGAL NA REPÚBLICA CENTRO AFRICANA


11-06-2017

Os militares portugueses em missão na República Centro Africana (RCA) - ao serviço das Nações Unidas (NU) na Multidimensional Integrated Stabilization Mission in the Central African Republic (MINUSCA) e da União Europeia (UE) na European Union Training Mission in Central African Republic (EUTM) - comemoraram neste 10 de junho de 2017, em Bangui, o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

A cerimónia militar foi presidida pelo Exmo. Tenente-General Comandante das Forças Terrestres, António Xavier Lobato de Faria Menezes, tendo contado com a participação das mais altas individualidades civis e militares em serviço no país, nomeadamente das NU, da UE, e de representações diplomáticas nacionais, sendo de destacar a Deputy Special Representative of the Secretary-General, Ms. Diane Corner, o Embaixador da França, Christian Bader, o Embaixador da EU, Jean-Pierre Reymondet-Commoy, o Force Commander da MINUSCA, Tenente-General Balla Keita, o Mission Commander da EUTM, Brigadeiro-General Herman Ruys e vários portugueses que trabalham no território da RCA em diversas organizações internacionais, quer nas NU, quer em Organizações Não Governamentais. 

A cerimónia contou com uma parada militar, organizada pela 1ª Força Nacional Destacada/MINUSCA, onde se cantou bem alto o Hino Nacional "A Portuguesa", tendo o Exmo. Tenente-General Comandante das Forças Terrestre proferindo um discurso alusivo ao ato onde se destacou as seguintes palavras: "O vosso excecional desempenho tem honrado as forças armadas e o País. Numa missão exigente, de elevado risco e num ambiente operacional rigoroso, tem mantido elevadíssimo grau de prontidão e capacidade operacional, conforme reconhecido pelas autoridades militares e civis aqui presentes, mas, estou certo, pela população que vos reconhece como imparcial e protetora perante a barbárie dos atos cometidos".    

Top