FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Quinta-feira, 14.12.17 | 06h05
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Lusitano 2017 - DVDay
Lusitano 2017 - DVDay
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


700 Anos da Marinha FACEBOOK Oficial

O CHEFE DO ESTADO-MAIOR-GENERAL DAS FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS VISITA A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL


18-03-2015

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), General Artur Pina Monteiro realizou, no período de 7 a 11 de março de 2015, a primeira visita oficial à República Federativa do Brasil, a convite do seu homólogo o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General-de-Exército José Carlos De Nardi.

 

No decurso da visita, o General CEMGFA teve oportunidade de se encontrar com o General De Nardi no Ministério da Defesa do Brasil em Brasília e visitar duas unidades militares com responsabilidade no controlo e defesa do espaço aéreo brasileiro.

Já no Rio de Janeiro, salientam-se as visitas à Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, instituição de referência no panorama do ensino dos oficiais superiores e generais do Exército Brasileiro, ao Comando Militar do Leste, responsável pela segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, e às instalações da futura base naval de Itaguaí, onde o General Pina Monteiro teve contacto com o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), capacidade de inegável interesse estratégico para as Forças Armadas brasileiras.

   

O General CEMGFA teve ainda oportunidade para se encontrar com o Embaixador de Portugal em Brasília, Embaixador Francisco Ribeiro Telles, o Cônsul Geral de Portugal no Rio de Janeiro, Embaixador Nuno de Mello Bello e com o Adido de Defesa junto da Embaixada de Portugal em Brasília, Coronel de Artilharia António Emídio da Silva Salgueiro, que acompanhou toda a visita.

A visita ao Brasil em muito contribuiu para o reforço dos laços de cooperação, amizade e entendimento existentes entre as Forças Armadas portuguesas e brasileiras.

 

(Texto e imagens editadas pelo GABCEMGFA)

Top