FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Segunda-feira, 21.04.19 | 23h20
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

CONTINGENTE PORTUGUÊS NA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA - LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL


5-03-2017

 

NOTA À COMUNICAÇÃO SOCIAL 

CONTINGENTE PORTUGUÊS NA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL

 

O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, felicita em nome do Governo o contingente português que se encontra na República Centro-Africana (RCA) ao serviço das Nações Unidas, na Missão Multidimensional Integrada de Estabilização (MINUSCA), pela distinção recebida esta semana por parte do Comandante da Força, devido ao desempenho e aos resultados atingidos na primeira missão operacional em que participou.

 

O Comandante da MINUSCA, Tenente-general Balla Keita, decidiu louvar o contingente português, que constitui a força de reação rápida da missão, pelo "profissionalismo e empenho" demonstrados na operação levada a cabo nos últimos dias em Bambari, com o objetivo de proteger a população civil desta cidade dos conflitos e da influência de grupos armados.

 

O reconhecimento da sua "prontidão operacional e do excelente desempenho" na operação em Bambari, como é sublinhado pelo Comandante da Força na sua carta de louvor, constitui, sem dúvida, motivo de grande satisfação e de orgulho, não só para os 160 capacetes azuis que compõem o contingente português, mas também para as Forças Armadas, o Governo e todos os portugueses.

 

A missão que os militares portugueses diariamente desempenham em defesa das populações, da sua proteção física e da estabilização das suas vidas, em prol da paz e do progresso da democracia na RCA tem uma importância vital para a estabilidade do continente africano, contribuindo decisivamente para a redução dos fluxos de populações deslocadas, tanto em África como na Europa, e para a contenção do terrorismo transnacional.

 

O primeiro contingente português destacado para a RCA integra a missão de paz das Nações Unidas desde finais de janeiro de 2017 e é constituído por 160 militares - 156 do Exército, entre os quais 111 Comandos, e 4 da Força Aérea. Portugal tem mais 11 militares na RCA ao serviço da missão de treino da União Europeia (EUTM RCA).

 

                                                                                                                                                                                 5 de março de 2017

***

 

Notas aos editores:

 

Em anexo junta-se carta do Comandante da Força MINUSCA, Tenente-General Balla Keita; e fotos de sessões de esclarecimento que decorreram na passada semana em Bambari que contaram com a participação do Comandante do Contingente Português, Tenente-Coronel Musa Paulino (em pé na foto)

Telmo Gonçalves

Assessor de Comunicação do Ministro da Defesa Nacional

Carta Comandante Força MINUSCA

Comunicado Louvor Minusca


CONTINGENTE PORTUGUÊS NA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL - LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL_a - 1950 CONTINGENTE PORTUGUÊS NA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL - LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL_b - 1951
CONTINGENTE PORTUGUÊS NA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL - LOUVADO NA PRIMEIRA MISSÃO OPERACIONAL_c - 1952  

 

Top