FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Domingo, 19.08.18 | 12h47
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Último mês de missão da Força Aérea na Lituânia
Último mês de missão da Força Aérea na Lituânia
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

Fragata da Marinha larga este domingo para apoiar missão de controlo migratório irregular no Mediterrâneo Central


13-07-2018

A fragata da Marinha portuguesa “Álvares Cabral”, larga este domingo, 15 de julho, em direção ao Mediterrâneo central para integrar a operação THEMIS em apoio à Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira FRONTEX. O período previsto desta missão será de 15 de julho a 24 de setembro e tem como objetivo contribuir para o controlo da rota de migração irregular em direção às fronteiras externas da União Europeia, realizando operações de busca e salvamento em massa, para que se evite a perda de mais vidas humanas nesta região, apoiando simultaneamente o combate ao tráfico de seres humanos e das redes criminosas transnacionais.

Neste âmbito, foram criadas áreas marítimas onde se desenvolvem operações conjuntas, em que os Estados-Membros são convidados a participar, reforçando assim a cooperação europeia. As operações marítimas conjuntas serão coordenadas pelo país que exerce jurisdição ou responsabilidade na respetiva área, com o objetivo de enfrentar a crise migratória na região do Mediterrâneo Central. O Estado Português disponibilizou o NRP Álvares Cabral para participar na operação durante um período de 72 dias, em que irá patrulhar as áreas a Sul de Itália. A abordagem abrangente desta operação contempla a segurança da vida humana no mar, a luta contra o tráfico de imigrantes e o tráfico de seres humanos, a segurança das fronteiras externas da EU, a identificação e registo de imigrantes irregulares e os procedimentos de proteção internacional. 

A fragata “Álvares Cabral” efetua esta missão com uma guarnição base de 135 militares e tem embarcada uma equipa de abordagem de Fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica reforçada.

Está igualmente previsto o embarque de inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em representação da autoridade nacional para o controlo das pessoas nas fronteiras, prevenção e combate à criminalidade relacionada com a imigração ilegal e tráfico de seres humanos, bem como dois oficiais de ligação Italianos, da Guardia di Finanza e da Guardia Costiera.

Top