FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Domingo, 19.08.18 | 12h48
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Último mês de missão da Força Aérea na Lituânia
Último mês de missão da Força Aérea na Lituânia
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

Forças Armadas já empenharam 5481 militares em missões de apoio à população desde o início de 2018


3-08-2018

No âmbito do apoio prestado pelas Forças Armadas em apoio direto às populações e aos seus bens e no âmbito dos planos protocolares de Proteção Civil, apoios de Engenharia e apoio das Forças Armadas no combate aos incêndios Florestais, vigilância e rescaldo, foram até ao dia de hoje realizadas 663 missões e empenhados 5481 militares, dos quais 4377 do Exército e 1104 da Marinha.

Atualmente estão em curso as seguintes iniciativas: 6 ações de apoio de engenharia com o empenhamento diário de 28 militares do Exército, em Sever do Vouga, Pedrógão Grande, Parque Natural da Serra de S. Mamede, Área protegida Sintra-Cascais, Serra da Arrábida e Costa da Caparica e Loulé, sendo que o apoio em causa abrange 6 distritos no continente. 

Encontram-se também ativas, desde 1 julho, 10 ações de patrulhamento e vigilância florestal no âmbito dos Protocolos Municipais com empenhamento de diário de 20 militares, apoios prestados pelo Exército, e presentes em seis distritos do continente.

Decorrente do Protocolo Faunos, celebrado entre as Forças Armadas e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, encontram-se ativas 44 ações de patrulhamento, vigilância e sensibilização das populações nas matas nacionais e perímetros florestais, com o empenhamento diário de 176 militares, apoios prestados pelo Exército (140 militares) e Marinha (36 militares).

Por se encontrar ativado o estado de alerta especial, nível Amarelo, no âmbito do Plano HEFESTO, celebrado entre as Forças Armadas e a Autoridade Nacional de Proteção Civil, encontram-se ativas desde 1 de agosto, em treze distritos, mais 19 ações de patrulhamento dissuasor, num total diário de mais 76 militares empenhados (56 do Exército e 2º da Marinha).

Por último, encontra-se ativa uma ação de interdição de área para recolha de água no combate a incêndios, na barragem da Régua, com empenhamento diário de 4 militares da Marinha.

OS militares das Marinha e do Exército que se encontram a reforçar o apoio à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), ao dia de hoje num total de 304 operacionais, com especial incidência nos distritos de Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém e Setúbal, prolongarão o seu empenhamento até às 20 horas de terça-feira, 7 de agosto. Este prolongamento surge no seguimento do pedido de apoio da ANPC às Forças Armadas que tem como objetivo manter as ações de patrulhamento dissuasor no período referido.

A operacionalização destas ações de patrulhamento é efetuada junto dos Comandos Distritais da ANPC respetivos, em consonância com o restante dispositivo de vigilância presente nestes locais e coordenado com o oficial de ligação das Forças Armadas nesse distrito, em articulação com a GNR.

Para mais informações: Porta-voz e Relações Públicas do Gabinete do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Comandante Pedro Coelho Dias: 966 226 463

Top