FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Segunda-feira, 25.03.19 | 10h06
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

Navio português ajuda autoridades de São Tomé e Príncipe na deteção de navio em infração


11-01-2019

O navio patrulha “Zaire”, da Marinha portuguesa, em missão de capacitação da Guarda Costeira de S. Tomé e Príncipe participou nos últimos dois dias numa missão de fiscalização marítima conjunta com a Guarda Costeira e com a Direção das Pescas deste país.

Entres os dias 9 e 10 de janeiro foi realizada uma ação de vistoria, a cerca de 50 milhas náuticas a Este da cidade de São Tomé, ao navio “Nata 2”, com bandeira de Namíbia e Armador de Taiwan, numa operação que durou cerca de 20 horas.

O responsável técnico em matéria de fiscalização da pesca, um inspetor da Direção das Pescas, foi projetado para o navio namibiano, de 55 metros de comprimento e três metros e meio de calado, com uma guarnição de 28 tripulantes, a partir do navio patrulha da marinha portuguesa.

Para garantir a segurança durante toda a operação, foi igualmente projetada uma equipa de Fuzileiros Navais de São Tomé e Príncipe, formada para este efeito por Fuzileiros da Marinha portuguesa, ao abrigo do projeto “Zaire”. A ação foi observada a bordo por dois militares da Marinha portuguesa.

No decurso da vistoria, o inspetor da Direção das Pescas detetou a existência de pescado transformado a bordo, nomeadamente tubarão eviscerado e descabeçado.

Para além disso, este navio não arvorava a bandeira do seu país de pavilhão e não comunicou às autoridades santomenses a entrada na sua Zona Económica Exclusiva, conforme previsto na lei.

As autoridades São Tomenses determinarm a necessidade de apreensão do navio de pesca e das respetivas capturas. A Guarda Costeira solicitou ao patrulha “Zaire” apoio no apresamento do “Nata 2” e o acompanhamento até ao Porto de São Tomé, onde veio a fundear pelas 11h30 do dia 10 de janeiro.

O processo será agora desenvolvido pelas autoridades santomenses competentes, nomeadamente em matéria de atividade de pesca e de segurança marítima.

O “Zaire” prossegue a sua missão de Capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, dando continuidade ao apoio a ações de fiscalização conjunta, tendo-se até ao momento, efetuado dez missões desta natureza.


Navio português ajuda autoridades de São Tomé e Príncipe na deteção de navio em infração2 - 2748
Navio português ajuda autoridades de São Tomé e Príncipe na deteção de navio em infração3 - 2749
Navio português ajuda autoridades de São Tomé e Príncipe na deteção de navio em infração4 - 2751
Navio português ajuda autoridades de São Tomé e Príncipe na deteção de navio em infração5 - 2752

 

Top