FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Segunda-feira, 18.02.19 | 09h09
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

Mensagem do Almirante Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas à 4ª Força Nacional Destacada na República Centro-Africana


31-01-2019

Depois de um mês intenso de combates em Bambari e prestes a regressar à base na capital da República Centro-Africana, o Almirante Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas enaltece missão da Força de Reação Rápida ao serviço da paz:

“Senhor Tenente-coronel Fontoura,

militares do Exército e da Força Aérea que integram a 4.ª Força Nacional Destacada Conjunta na República Centro-Africana:

Neste momento, em que se preparam para terminar o intenso e exigente empenhamento operacional em Bambari, quero saudar-vos, de forma especial, manifestando o grande orgulho que sinto em vos ter sob o meu comando.

Nestes dias, passados em intensa atividade operacional, pude apreciar a vossa aptidão expedicionária, evidenciada na grande serenidade, energia, iniciativa e determinação, nos combates e nas duras tarefas que desempenharam.

Também admirei muito o vosso espírito de corpo, resultante da forma competente como foram aprontados pelo Exército, que vos permitiu desenvolver laços de camaradagem e solidariedade, bem como um apurado sentido de missão, essencial ao bom desempenho na República Centro-Africana, e que as emoções dos combates vão, certamente, fazer perdurar nas vossas vidas futuras.

Há, porém, outro aspeto que considero verdadeiramente notável: o vosso sentido de dever!

Neste contexto, realço que durante os combates, a 4.ª Força Nacional Destacada Conjunta na República Centro-Africana, apesar das circunstâncias difíceis e, algumas delas, surpreendentes, colocadas pelos opositores, evidenciou, sempre, uma enorme correção no uso da força ao serviço da ONU, bem como uma elevada compreensão dos deveres militares, atitudes que só unidades muito bem comandadas, treinadas e disciplinadas, como é norma nas nossas Forças Armadas, conseguem alcançar.

Posso, por isso, afirmar que, também, a vossa força de combate de Paraquedistas, que integra controladores aéreos avançados da Força Aérea e militares de outras unidades do Exército, que na manobra e no apoio são também chave para o sucesso da missão, tal como as que a antecederam, merece ser considerada como uma unidade de elite, cuja competência operacional pode ser bem traduzida pelo lema “Que Nunca Por Vencidos Se Conheçam!”

Bom regresso a Bangui e, para isso, não descurem a vossa proteção.”

António Silva Ribeiro

Almirante

Top