FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Segunda-feira, 21.04.19 | 23h20
Você está aqui: Home » Notícias »
A A A  Imprimir Imprimir
NoticiasHeader
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

Novo processo de Gestão Estratégica contribui para “construir hoje as Forças Armadas de amanhã”


8-02-2019

Foi implementado, pela 1ª vez, no Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), um processo de gestão estratégica, com vista a incrementar a eficiência, a eficácia e o prestígio das Forças Armadas, promovendo a evolução da Instituição Militar.

Organizado em três fases – formulação da estratégia, operacionalização das iniciativas e controlo dos resultados – o processo faz uso das mais modernas tecnologias de informação de gestão, incorporando relatórios dinâmicos desenvolvidos em “Power Business Intelligence”, o que constitui uma solução inovadora pela personalização e adequação às necessidades do EMGFA, permitindo o planeamento e a monitorização de todos os projetos de cariz transformacional.

Este novo processo tem permitido um maior envolvimento das pessoas no esforço de transformação organizacional, ao mesmo tempo que facilita a avaliação do progresso alcançado e a correção atempada de eventuais desvios inesperados. Por isto, merece, até a momento, uma avaliação preliminar muito positiva, ciente do longo caminho a percorrer por toda a organização, para construirmos hoje as Forças Armadas de amanhã.

Novo processo de Gestão Estratégica contribui para “construir hoje as Forças Armadas de amanhã”3 - 2817

Este recente modelo de gestão estratégica surge no seguimento da promulgação, em abril de 2018, da Diretiva Estratégica do EMGFA, altura em que se iniciou um programa ambicioso de transformação evolutiva deste Estado-Maior-General.

A diretiva, estabelecida para o período 2018-2021, define nove objetivos estratégicos, que vão desde o fortalecimento das capacidades operacionais, com enfoque na ciberdefesa, à saúde e ao ensino militar, passando, entre outras, pela reestruturação do EMGFA, pelo reforço da ação externa das Forças Armadas e da cooperação com as Forças e Serviços de Segurança e os Serviços de Informações, bem como pelo apoio a emergências civis e à instalação da Academia de Comunicações e Informação da NATO em Oeiras.

Novo processo de Gestão Estratégica contribui para “construir hoje as Forças Armadas de amanhã”2 - 2816

Top