FACEBOOK OficialHospital das Forças ArmadasLista das MissõesMarinhaExércitoForça Aérea
printBanner
Domingo, 20.01.19 | 11h09
A A A  Imprimir Imprimir
Categoriasheader
» NATO - Iraque
 
» UE - TChad
 
» NATO - SNMG1 (Standing NATO Maritime Group 1)
 
» ONU - UNIFIL (United Nations Interim Force in Lebanon)
 
» UE - GUINÉ-BISSAU
 
» ONU - UNMIT (United Nations Integrated Mission in Timor-Leste)
 
» UE - ATALANTA - P3ORION
 
» NATO - OCEAN SHIELD
 
» UNIFIED PROTECTOR
 
» UE - EUFOR ALTHEA BiH (Bósnia-Herzegovina)
 
» UE - EUSEC RDCONGO
 
» ONU - UNMIK (United Nations Interim Administration Mission in Kosovo)
 
» NATO - ICELAND AIR POLICING
 
» NATO - BALTICS AIR POLICING
 
» NAM (NATO Assurance Measures) - ROMÉNIA
 
» NATO - International Security Assistance Force - ISAF
 
» ONU - MINUSCA (United Nations Multidimensional Integrated Stabilization Mission in the Central African Republic)
 
» ONU - UNMCOL (United Nations Mission in Colombia)
 
» NATO - OSG (Operation Sea Guardian)
 
» NATO - OAE (Operation Active Endeavour)
 
» NATO Assurance Measures - Baltic Air Policing - LITUÂNIA
 
» NATO - KFOR (Kosovo Force)
 
» NATO - RSM (Resolute Support Mission) Afeganistão
 
» ONU - MINUSMA (United Nations Assistance Multidimensional Integrated Stabilization Mission in Mali)
 
» EU - EUNAVFOR ATALANTA (European Naval Force Somalia)
 
» EU - EUTM SOMALIA (European Union military mission to contribute to the training of Somali security forces)
 
» EU - EUTM RCA (European Union Training Mission - República Centro-Africana RCA)
 
» EU - EUTM MALI (European Union Training Mission in Mali)
 
» EU - EUNAVFOR MED - European Union Military Operation in the Southern Central Mediterranean
 
» EU - FRONTEX - Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia
 
» NATO Assurance Measures - Força de Fuzileiros - LITUÂNIA
 
» Combined Joint Task Force - OPERATION INHERENT RESOLVE (CJTF OIR) - Iraque
 
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
Militares do Exército da Força de Reação Rápida na operação da NATO “Resolute Support Mission”
header
Receba a nossa newsletter para estar a par de todas as nossas actividades.


Linha de Apoio EMGFA

ONU - UNMCOL (United Nations Mission in Colombia)


UNMISSIONCOLOMBIA_BANNER - 1879

Missão das Nações Unidas na Colômbia

O Conselho de Segurança aprovou, por unanimidade, a resolução 2261, de 25 de janeiro de 2016, para estabelecer uma missão política de observadores internacionais desarmados para verificar o estabelecimento da paz e fazer parte do mecanismo tripartido que irá verificar o cessar das hostilidades, após a assinatura de um acordo de paz.

A aprovação rápida e unânime do pedido de apoio do Conselho de Segurança da Colômbia demonstra a determinação das Nações Unidas em ajudar o processo de paz a ter êxito.

A 9 de março de 2016, o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, anunciou a nomeação de Jean Arnault, da França, como seu Representante Especial e Chefe da Missão das Nações Unidas na Colômbia.

Conforme solicitado pela resolução 2261 do Conselho de Segurança, a Missão das Nações Unidas na Colômbia decorre, tanto na sede da ONU como na Colômbia, sob um planeamento em três fases:

Fase 1: Estabelece a sede da Missão em Bogotá e avalia as condições nos oito locais identificados pelas partes para os polos regionais, onde a Missão terá escritórios regionais. Uma equipa avançada da Missão, efetua um planeamento preparatório para realização das atividades do mandato.

Fase 2: O objetivo é colocar a Missão pronta para operar ao nível local, juntamente com os representantes do Governo da Colômbia e das FARC-EP. A forma como se realiza o cessar-fogo e o depor das armas esteve em negociação entre as partes em Havana.

Fase 3: Esta fase final do arranque da Missão inclui o envio de todos os observadores das Nações Unidas e a plena operacionalização do Mecanismo Tripartido de Monitorização e Verificação. De acordo com a resolução 2261 do Conselho de Segurança, as atividades de monitorização e verificação da Missão começarão após a assinatura do Acordo de Paz Final.

Governo da Colômbia, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército Popular (FARC-EP) e a Missão das Nações Unidas, destacaram a sessão como "histórica", com a reunião de oficiais colombianos e combatentes das FARC-EP, após 50 anos de conflito, para estabelecer os métodos de formação dos delegados de apoio á Missão da ONU, que formam o mecanismo tripartido de verificação e monitorização.

O estabelecimento dos contornos para a formação é um passo importante para a construção de uma paz estável e duradoura. Não só marca o início dos acordos alcançados em Havana, mas também marca o compromisso total das partes, com um mecanismo de monitorização e verificação robusto e transparente, para dar garantias totais a todos os colombianos.

PARTICIPAÇÃO NACIONAL

 

 

SITE OFICIAL DA MISSÃO